Uma mulher chamada Tupac Amaru Shakur é presa por espancar idoso com taco de beisebol


Uma mulher da Flórida legalmente chamada Tupac Amaru Shakur foi presa depois de supostamente espancar um homem idoso com um taco de beisebol.

De acordo com o New York Post, a mulher de 34 anos foi acusada de agressão agravada no condado de Miami-Dade na quarta-feira (7 de setembro) – exatamente 26 anos desde que a lenda do rap foi baleada em Las Vegas, levando a sua morte prematura quase uma semana depois.

Shakur é acusada de bater no homem, que tem pelo menos 65 anos, várias vezes com um taco de beisebol enquanto ele estava sentado em um banco do lado de fora do Hospital Hialeah na manhã de terça-feira (6 de setembro).

A vítima conseguiu lutar com a Tupac antes de correr para o hospital, mas não sem sofrer ferimentos no rosto, lábio superior, braço direito, mão direita e perna direita.

Shakur o seguiu para dentro e alegou que era ela quem estava sendo atacada.

A vítima alegou ter reconhecido Shakur como uma sem-teto da área que esteve envolvido em vários incidentes anteriores no hospital. A polícia finalmente a localizou e a registrou no Centro Correcional Turner Guilford Knight.

Shakur disse à polícia que estava “investigando (um) incidente que ocorreu na biblioteca no centro da cidade”. Não está claro se ela nasceu Tupac Amaru Shakur ou mudou legalmente seu nome em homenagem ao rapper.

Quanto ao outro 2Pac, o rapper Napoleon acredita que ainda estaria vivo se tivesse assinado com J. Prince e Rap-A-Lot Records em vez de Suge Knight e Death Row.

Para ser honesto, acho que se Pac tivesse assinado com J. Prince, isso não teria acontecido”, disse ele em entrevista recente ao The Art of Dialogue.



Fonte: Zona Suburbana.

Comentários Facebook