Produtor da GR6, Diogo Olímpio acumula milhões de views em videoclipes


O jovem produtor audiovisual, Diogo Alves Olímpio, da Zona Leste de São Paulo, é diretor e editor do GR6 Explode – umas das maiores produtoras de funk do Brasil e atualmente acumula mais de 500 milhões de visualizações em seus trabalhos já realizados na produção de videoclipes. 

O principal trabalho em números de Diogo, é na música “CYPHER 4M”, de MC IG, PH, B.O, Kevin, NK, Kelvinho, Hariel e Magal (GR6) DJ Oreia e DJ Nene, que acumula mais de 78 milhões. 

Fazer audiovisual é um sonho de criança e ver meu trabalho tomando tamanha proporção me deixa muito motivado, a cada visualização que sobe eu conto como uma vitória, para quem não tinha nada o que a gente fez foi um levante enorme!”

Além disso, Diogo Alves Olímpio, assina trabalho de Alok, DJ Victor, MC Hariel, MC Marks, MC Davi, MC Leozinho ZS e MC Dricka, no single “180”, que conta com 21 milhões de acesso. “Bica de Canela” de Mc Hariel feat DJ Pedro com 50 milhões e MC Ryan SP e Salvador da Rima em “Conto as Horas” (GR6 Explode) DJ Murillo e LTnoBeat que já contabiliza 44 milhões de views, entre outros grandes trabalhos, que podem ser conferidos nessa playlist (clique aqui). 

Diogo trabalha há 6 anos na área. Os primeiros passos no audiovisual foram dados na produção de alguns clipes de artistas independentes, na parte de fotografia, fez diversas publicidades para Mc’Donalds, Habib’s, Ovomaltine, Governo, entre outros. Prestou serviços para eventos corporativos, casamentos e aniversários. Em um evento no YouTube Space, em São Paulo, conheceu o Instituto Criar de Tv, Cinema e Novas Mídias – que abre portas para jovens periféricos terem contato com a arte, cinema e audiovisual. 

E foi nesse universo que se encontrou e deu a virada de chave em sua carreira, entrando para a GR6 Explode, como assistente de câmera por 2 anos. Atualmente retornou  com o cargo de diretor e editor, em todos esses anos, já acumula mais de 300 clipes produzidos, e mais de 500 milhões de views.





Fonte: Zona Suburbana.

Comentários Facebook