Após criticas massivas, a Capitol Records cancela contrato com rapper de IA FN Meka


A Capitol Records cortou os laços com seu projeto de rapper de IA FN Meka, de acordo com Joe Coscarelli do New York Times. A gravadora recebeu uma reação negativa significativa por contratar o rapper virtual alimentado por inteligência artificial. 

A CMG cortou os laços com o projeto FN Meka, com efeito imediato”, disse o Capitol Music Group em comunicado. “Oferecemos nossas mais profundas condolências à comunidade negra por nossa insensibilidade em assinar este projeto sem fazer perguntas suficientes sobre a equidade e o processo criativo por trás dele.

Agradecemos àqueles que nos procuraram com feedback construtivo nos últimos dois dias – sua contribuição foi inestimável quando decidimos encerrar nossa associação com o projeto.

O grupo ativista Industry Blackout exige desculpas públicas da Capitol Records apenas algumas horas antes do anúncio do término de sua parceria com o projeto.

Esta efígie digital é uma abominação descuidada e desrespeitosa com pessoas reais que enfrentam consequências reais na vida real”, escreveu o grupo.

Surgiram relatos no início desta semana de que Meka havia assinado com a Capitol e foi o primeiro rapper de IA a eclipsar 10 milhões de seguidores no TikTok. Muitos rappers expressaram suas frustrações com gravadoras colocando recursos nesse tipo de projeto, em vez de apoiar artistas humanos.

Como se não houvesse um milhão de artistas humanos reais aqui que dando um acordo mudaria a vida de suas famílias”, escreveu The Game em um comentário no Instagram.

Krayzie Bone desejou ter pensado na ideia primeiro, mas avisou aos rappers que eles poderiam ser substituídos pela IA em algum momento no futuro.





Fonte: Zona Suburbana.

Comentários Facebook